No Music Bank eu vou ver SHINee!!

 

Everybody... Wake up... Wake up...

Everybody… Wake up… Wake up…

 

Dentro de algumas semanas teremos um festival de K-pop inédito no Brasil, o Music Bank! Se você é fã de K-pop com certeza já está roendo as unhas para ter seu ingresso na mão. Para celebrarmos este acontecimento, vamos fazer um post para cada grupo que virá, cada um escrito por um grande fã do grupo. Vamos então ao primeiro post sobre os artistas que virão ao Music Bank, começando por SHINee!

                                                                                         ———————–

No Music Bank eu vou ver SHINee!!
vini

por Vini Valle

Um sonho. É exatamente essa a definição da vontade de um SHAWOL, como eu, de assistir o SHINee ao vivo. De ouvir as high notes de JongHyun, ver a emoção de Onew, os passos de dança de Taemin, os raps de Minho e a performance de Key. De se emocionar com as baladinhas sofridas como Quasimodo, pular de alegria com A-Yo e dançar (ou pelo menos sentir como se estivesse dançando) os hits como Lucifer ou Sherlock. Um sonho que parecia distante demais e, para os mais antigos, durava já 5 anos. Desta vez, no entanto, temos a chance de realizá-lo.

Dia 7 de Junho, no HSBC Arena, Rio de Janeiro, acontece o Music Bank in Brazil e a primeira e principal atração confirmada foi o SHINee. Tenho certeza que todos os SHAWOLs compartilharam da mesma emoção que eu, depois que a ficha caiu é claro, que os meninos iriam estar aqui de verdade, dançando e cantando a poucos metros de distância de nós. Para a maioria das pessoas, porém, pode parecer difícil entender o porque de tanto carinho, de tanta adoração. Minha missão aqui é tentar passar um pouco do que tanto admiramos no SHINee e em cada um de seus integrantes.

Tudo começou em 2008, antes mesmo do debut do esperado novo grupo da SM Entertainment, com os vídeos que mostravam as exímias habilidades dos trainees. Quem eram aqueles meninos que pareciam deslizar pelo palco em uma performance digna de aplausos de Run It? E aquele garoto que tinha uma voz tão diferente? O SHINee mostrou pela primeira vez do que era capaz com Replay. A dança elaborada em meio a bonitos vocais atraiu a atenção do público e garantiu a eles o prêmio de Hot New Star da Mnet. No mesmo ano o álbum The SHINee World iniciou o que se tornaria um lema, um fandom, um show e uma tendência na música coreana. Para quem não sabe, o nome do fandom SHAWOL, vem da contração de SHINee World. As calças coloridas viraram a marca registrada e a moda. A dança com as cadeiras e a batida cativante de Love Like Oxygen deram ao SHINee o primeiro prêmio no M!Countdown e este era só o início.

A partir daí a popularidade só aumentou. 2009 foi o ano de Juliette e Ring Ding Dong e quem não conhece ambas? Lucifer em 2010 foi um dos maiores sucessos que o k-pop já viu e aquela coreografia… ah, aquela coreografia. Até hoje muitos ainda tremem diante da possibilidade de fazer um cover de Lucifer. Depois da estrondosa campanha de 2010, a SM percebeu que os garotos estavam preparados para ir mais além. Um show solo.

O SHINee World, levado ao vivo para Tóquio, no lugar onde grandes nomes, como o DBSK, tinham feito seus shows mais primorosos. As coisas poderiam complicar, JongHyun se acidentou às vesperas do show, os SHAWOLs que já torciam pelos garotos na época ficaram preocupados. Jong iria ser substituído, alguém ia dançar no lugar dele. Era a primeira vez em um show tão grande, sozinhos. Nada disso, porém, foi o suficiente para apagar o brilho. 24 mil pessoas encheram o estádio japonês em dois dias de um show memorável que rendeu um DVD, cd ao vivo, trasmissão em uma das maiores redes televisivas do Japão e mais do que isso: rendeu um debut de sucesso inigualável no país com o maior mercado musical do mundo.

Os singles japoneses Replay, Juliette e Lucifer alcançaram todos o topo dos charts, o que deu ao SHINee um feito único: o único artista estrangeiro em 44 anos que colocou três singles diferentes no top três da Oricon. Sherlock e Dream Girl ganharam seus prêmios de melhor performance de dança em grupo no MAMA de seus respectivos anos, trabalhos de Tony Tesla e do próprio Taemin, que deixava de ser um mero dançarino muito bom, para se tornar um artista completo.

Inúmeros prêmios nos programas semanais, reconhecimento em grupo e individual da capacidade de dança e de canto de seus membros, milhares de comerciais e imagens vinculadas a eles, o grupo que prometia muito em 2008 cumpriu além disso. Todos os principais singles, até mesmo os grandes prêmios, talvez sejam de conhecimento geral do mundo k-pop. Mesmo para aqueles que não conhecem muito do grupo é notável sua influência e importância atual.

Se perguntar a um SHAWOL, porém, você deve ouvir coisas um pouco diferentes de cada uma dessas etapas. Você vai ouvir que 2009 é o ano de Romeo+Juliette e do sofrimento passado no dueto de Jong e Onew. Vai ouvir que 2010 trouxe Quasimodo e uma das performances vocais mais lindas que o SHINee já fez. Ou talvez da letra de JongHyun para Obsession e os raps muito mais desenvolvidos de Minho. Vai ouvir que The Reason é uma das músicas para os fãs mais bonitas de todos os tempos, que eles chorando no SHINee World trouxe um sentimento de orgulho incrível e “nossa, como o Taemin cresceu em Why So Serious” quando o maknae teve que segurar a peteca da falta de JongHyun nos vocais. Vai ouvir falar das performances de Jong no Immortal Song, das special stages do Key e do apoio que Minho dá a seus companheiros. Ou talvez de quanto Onew é estabanado, apesar de ser o líder do grupo e daquela voz de anjo na sua performance lírica no show. Provavelmente vai saber do sucesso do SHINee World II e suas performances bombásticas.

Ou seja, se você acompanhá-los do ponto de vista de um SHAWOL, verá o porque temos tanto apreço por esse grupo. Porque eles são muito mais do que o que aparece nos singles. A harmonia, a emoção que passam ao cantar, a convicção que passam ao dançar e principalmente, o crescimento que cada um, invidualmente e coletivamente, apresentou artisticamente (e fisicamente também, certo Taemin?) geram todo esse sentimento de orgulho que pulsa no coração dos fãs. Mais do que um grupo com boa músicas, eles são para nós um exemplo. E então se você olhar tudo isso que estou falando, vai poder também se emocionar com Symptons e dançar com Everybody. Bem-vindo ao SHINee World. E obrigado a todos envolvidos com o Music Bank por trazerem esse mundo para cá, perto de nós.

 

SHINee fighting! o/

 

PS: espero todos os SHAWOLs do Brasil lá no dia 7, para enchermos aquele lugar de azul perolado =D.

——————————————-

Veja aqui a última title lançada pelo SHINee:

Não percam a oportunidade única de ver o SHINee no HSBC Hall, Rio de Janeiro no dia 7 de Junho!
Visite o site do festival e fique ligado na Mix Jukebox para infomações!

http://www.musicbankbrasil.com/
https://www.facebook.com/MixJukebox
https://mixjukebox.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s